terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Documentário esclarecedor demais - nem ponho o nome no título, pra não chamar a atenção...

Esses são os links de um documentário que acho essencial pra entender a realidade em que vivemos. A primeira vez que vi tava livre na internet, depois foi dificulltando e hoje é difícil de encontrar. Se eu tiver o direito de recomendar alguma coisa, recomendo  assistir logo, antes que desapareça - há interesses nisso, obviamente. Tomar consciência é tudo o que o poder real, muito acima da política rasteira que somos obrigados a engolir, quer evitar. É preciso ignorância e desinformação pra se sustentar este sistema social em que vivemos. É muita exploração e desumanidade em nome de lucros empresariais.


The Century of the Self (doc BBC Parte 1 - Máquinas de felicidade):http://www.dailymotion.com/video/x15ov47_parte-1-maquinas-de-felicidade_shortfilms?search_algo=2
>> The Century of the Self (doc BBC Parte 2 - A engenharia do consentimento):http://www.dailymotion.com/video/x15p6mp_parte-2-a-engenharia-do-consentimento_shortfilms
>> The Century of the Self (doc BBC Parte 3 -Há um policial dentro de nossas cabeças. Ele deve ser destruído): http://www.dailymotion.com/video/x15p6pk_parte-3-ha-um-policial-dentro-de-nossas-cabecas-ele-deve-ser-destruido_shortfilms>>
The Century of the Self (doc BBC Parte 4 -Oito pessoas bebendo vinho em Kettering): http://www.dailymotion.com/video/x15p6q5_parte-4-oito-pessoas-bebendo-vinho-em-kettering_shortfilms 

14 comentários:

  1. realmente, um tapa na cara da sociedade. o que mais me incomoda é que eu vejo esses documentários, sei que estou errado mas a inércia que estou envolvido não me deixa sair. uma pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saber e não fazer ainda não é saber, dizia Gandhi. Uma hora a angústia te empurra, ou o movimento te arrasta. Ou a frustração te aguarda.

      Excluir
    2. Vinicius isso quer dizer que a realidade ainda não te incomoda.............. quando ela realmente te incomodar o movimento de mudança é inevitavel......

      Excluir
  2. Ae Eduardo, realmente muito esclarecedor esse documentário. Isso ai que deveria passar no dito "horário nobre", mas o interesse dos caras é outro.
    Dá uma olhada nesse blog aqui depois, não sei se vc já conhece, se não, vale muito apena. Tem vários documentários sobre vários assuntos, mas todos buscando a clareza das coisas. Valeu, abração.

    http://docverdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Da hora, Eduardo!
    Achei esse player mais agradável para assistir: http://vimeo.com/otanerogamuz

    Tu acha que de uma certa forma, o teu trabalho manipula as pessoas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manipular é induzir a fazer o que eu quero. Neste sentido, não vejo como. Não porto verdades, mas opiniões, não sugiro ações além da reflexão e do questionamento - e que cada um pense por si, nesta sociedade, esta sim, manipulada, manietada, presa a valores falsos e comportamentos induzidos, produtora de angústias e frustrações, de conflitos e exploração desenfreada por uns poucos. Penso por mim, não por ninguém, uso meu trabalho pra dizer o que penso. Apenas isso. Supor manipulação eu nem entendo como...

      Bueno, pra resumir a resposta, não acho.

      Excluir
    2. Aqui explica como baixa do Vimeo pra PC: http://www.techtudo.com.br/dicas-e-tutoriais/noticia/2014/02/como-baixar-videos-do-vimeo-saiba-como-fazer-um-download-no-site.html

      Excluir
  4. Torrent legendado:

    http://docverdade.blogspot.com.br/2011/05/seculo-do-ego-century-of-self-2002.html

    ResponderExcluir
  5. Aqui também há o documentário completo para download:

    https://archive.org/details/TheCenturyOfTheSelf

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. o que fazer para fugir disso tudo ??

    ResponderExcluir
  8. Excelente material compartilhado, Eduardo...
    Sou psicólogo e acompanho seus videos e publicações na internet!
    Obrigado por me oferecer mais materiais para prosseguir com as diversas reflexões e transformações interiores

    ResponderExcluir
  9. Boa noite Eduardo. Acompanho suas palavras a um tempinho e tento convencer alguns amigos a pelo menos ler ou ver um de seus vídeos, sem "compromisso". Sei que por mais que tentem negar o real mundo em que vivemos, sabem no fundo que é bem como suas (e nossas) reflexões mostram.
    Gostaria de saber como seria pra vc uma sociedade (bem resumida aqui) em que as pessoas trabalhassem no que gostam, que não houvesse dinheiro nem moeda nenhuma, apenas a troca do resultado do trabalho destas pessoas (não como escambo, em que um troca um produto por outro e tenta por valor nisso - 10 pães vale um corte de cabelo - mas sim pela pura necessidade daquele trabalho naquele momento nesta sociedade fictícia), que estas pessoas juntas seriam uma espécie de comunidade ou bairro, vizinhas de outras comunidades ou bairros de mesma natureza e que uma comunidade ajudaria a outra em suas necessidades (algum tipo de trabalho que uma precise e que exista na comunidade vizinha) da mesma forma como uma pessoa ajudaria a outra em sua comunidade, tudo isso de forma que cada um seria seu próprio governo, juntando-se e decidindo sobre as coisas de forma coletiva sempre, não com uma minoria eleita mandando na maioria como é nossa atual sociedade.
    O que seria pra você esse "mini" modelo de sociedade?

    ResponderExcluir
  10. Estão tirando todos os downloads... brincadeira ne

    ResponderExcluir

observar e absorver

Aqui procuramos causar reflexão.