sexta-feira, 3 de junho de 2016

Barragem no "canal da aracruz" filtra os rejeitos da mineração - incluindo o vôo do drone.

Em fevereiro eu estava dando continuidade ao acompanhamento da situação no vale do rio Doce, iniciado por Mariana e descendo até Baixo Guandu, num passo a passo de histórias e imagens ao longo do rastro de destruição e morte deixado pela passagem da tsunami de rejeitos da mineração, em dezembro. Em fevereiro parti pra Regência, pelo litoral norte do Espírito Santo, a fim de subir o rio até Baixo Guandu e fechar o ciclo.
Tronco submerso, ainda marcado pela cor da lama de rejeitos. 
No caminho, passamos por duas aldeias indígenas - Guarani e Tupiniquim - e por um acampamento do MST, onde paramos pra um papo. Tomando um café numa das barracas de lona preta, fiquei sabendo que não eram lavradores ali, mas pescadores pobres, que viviam com suas famílias da pesca pequena, num canal aberto pela Aracruz Celulose, anos atrás, para levar água do rio Doce à fábrica de celulose, já que o rio Riacho não tinha água suficiente. Uma transposição que não foi noticiada pela mídia, ao que me parece, apesar de ter havido movimentos de protesto, em geral inúteis quando se trata de interesses mega-empresariais - invariavelmente financiadores de campanhas eleitorais e, por isso, com forte poder de pressão sobre parlamentos, prefeituras e governos. O canal acabou enchendo de peixes e as famílias se instalaram ali pela necessidade de sobrevivência, até que a onda dos rejeitos barrentos desceu pelo rio e entrou no canal, matando todos os peixes. Sem ter como sobreviver, as famílias se reuniram nesse acampamento, enquanto o jurídico do MST tratava de conseguir indenizações e condições de sobrevivência da mineradora.
O pessoal do acampamento.
Eles disseram que depois de uns dias, a água começou a clarear até ficar transparente de novo. A lama da Samarco danificaria as máquinas da fábrica, então deu-se um jeito de limpar. De que maneira, eles não sabiam. Fotografei o canal.
O canal da Aracruz Celulose, hoje Fibria.

Depois de Regência, seguimos na busca da entrada desse canal, no rio Doce. Passamos por fazendas de cacau e por poços de petróleo do tipo martelo, erramos, mas acabamos chegando. O nome dado pela empresa foi "canal Caboclo Bernardo, um herói da região, mas a população local não o conhece por esse nome, mas por "canal da aracruz.
Não pude fotografar o filtro e o início do canal, a segurança não deixou, mas peguei umas imagens do lado de fora, inclusive dois canos que retornavam do filtro-barragem, devolvendo os resíduos retirados da água ao rio Doce. Não me conformava com a filtragem da água aplicada às necessidades das máquinas de esmagar madeira pra fazer celulose, enquanto todas as cidades ao longo do rio sofriam com morte de tudo o que vivia no rio. A tecnologia de filtragem existe e não estava sendo usada para os milhões de habitantes do vale, mas pras máquinas a filtragem aconteceu em menos de um mês. Pro poder mega-empresarial, acima dos poderes públicos, o lucro vale mais que a vida, as máquinas valem mais que as pessoas.

Depois, em Linhares, procurei uma alternativa pra voltar lá. Um drone. Voltamos na madrugada da quarta-feira de cinzas e, quando amanheceu o dia, o drone fez o serviço.Escaldados com a truculência da segurança da Samarco, que nos abordou em Bento Rodrigues de tal maneira que tivemos que armar uma fuga improvisada - eu fiquei de isca enquanto Rafael e Kenny saíam do local com as fotos e filmagens -, saímos da área voando na kombi, por estradinhas que passavam dentro das fazendas, de volta a Linhares. Nada aconteceu, então.

Andei com essa filmagem, sem conseguir editar, por um tempo, já que não tinha grana, não sei fazer edição nesse nível e o que consegui não estava satisfazendo. A amiga Paula Thebas levou pra Sampa e Wagner Pacífico fez o serviço. O resultado taí.

Trata-se da limpeza dos resíduos da mineração que assassinaram a vida do rio Doce e estragaram a vida de milhões de pessoas. Há solução plausível, mas só se aplicou nos interesses empresariais. O povo, ora o povo... numa ditadura banqueiro-mega-empresarial, o povo tá claramente em segundo plano. Os lucros e o patrimônio valem mais do que a vida.

https://youtu.be/ctC758ikEGc

30 comentários:

  1. Recordando uma das falas do documentarista da série Zeitgeist, Peter Joseph:

    “Problemas geram lucro: Indústrias prosperam com problemas. E soluções, que novamente são uma forma de eficiência, é a inimiga. Eficiência física tangível é inversa à atual eficiência econômica de mercado. Se pegar todo o dinheiro gasto hoje na produção de água engarrafada neste planeta… Mas o que você faz nessa sociedade? Você dá um jeito; é o que as pessoas fazem. Se torna normal ser tão ineficiente onde apenas se aceita pelas nossas vidas. Está embutida na nossa estrutura e é difícil para nós estar conscientes ou as vezes até ser ativo com os tipos de métodos de preservação que são requeridos. Mas se você pegasse todo o dinheiro gasto na produção de água engarrafada para beber deste planeta e aplicasse em um sistema público massivo de filtragem, dessalinização, infraestrutura limpa de canais. Suspeito que seria pago por muitas vezes. Mas poluição é outra forma de ineficiência para ser capitalizada. Poluição cria empregos e mercados como qualquer forma de ineficiência.“[7]

    das ignorâncias (porque são tantas) x conhecimento: http://wp.me/p74loD-1I

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  3. Não sou a favor do movimento MST, mas ótimo vídeo, você vê como o ESTADO que deveria dar o exemplo, é tão sujo e imundo !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem você, nem a mídia privada, nem os reacionários, latifundiários e banqueiros são a favor do Movimento dos Sem Terra. Tu acha que tá bem acompanhado na tua opinião? Ah, sim, tem também os teleguiados pela mídia, em grande número, que não sabem de nada a respeito, acreditam que sabem por reportagens da mídia e se dão ao ridículo de formar opinião sem base. Difamações sobre o MST sobram neste sistema social, neste Estado seqüestrado por mega-poderes banqueiro-empresariais.

      Excluir
  4. https://www.youtube.com/watch?v=mVJQj56OcV0, não sei se eles são tão corretos assim, aliás, minha visão é muito mais ampla do que Brasil de direita e de esquerda. Esses movimentos são financiados, estavam dando 30-50 reais pra quem vestisse a camiseta e fosse manifestar, junto com pão e mortadela. E os banqueiros multi milionários são o outro lado, tão podres quanto, ao meu ver são dois extremos corrompidos, porque o pobre também se corrompe, se até o índio se corrompe quando em contato com o homem branco.
    Mas meu amigo, não leve isso pro lado ruim, eu sou um fã teu, e procuro todo dia não me corromper nesse sistema. Agora falando do vídeo que você fez, isso se chama HIPOCRISIA, o ser humano só age com todas suas forças quando a ocasião interfere nele e nos bens dele. Eu te entendo, só acho que o MST, CUT e por aí vaí, tem uma galera bem corrupta aí nesse meio ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://g1.globo.com/mg/vales-mg/noticia/2016/06/mulher-e-estuprada-por-dois-homens-em-ocupacao-do-mst-em-timoteo.html

      Excluir
    2. Isso é o que ta na internet e na mídia, mas como eu sou uma pessoa que não julga absolutamente ninguém, talvez os fatos possam estar distorcidos, e isso não diminui nada na minha admiração por você, mas não impede de eu dar minha opinião também. Namastê.

      Excluir
    3. Seria incrível tua superficialidade de visão, se não fosse a programação social, altamente superficializante. Nada a dizer, ficaí com tua conclusão.

      Excluir
    4. Se me permite, Eduardo Marinho... estás te tornando um semideus (já há vídeos teu com Status de 'O Iluminado'. Um perigo para aquele que promove a simplicidade da VIDA), aonde não se pode te contrariar o pensamento mesmo que o contestante tenha fundamento em suas observações? O jovem que o contesta não está equivocado em duvidar da lisura dos movimentos de sem terra, sem teto, etc... e corroboro, pois, Não é um erro dizer que a força humana que forma estes movimentos em sua maioria são compostas de pessoas ignorantes, logo, facilmente manipuláveis. ou seja: massa de manobra. Em contra partida (e equivocadamente) seus líderes vivem muito bem, no conforto, o que é incompatível com a ideologia de igualdade.Vide 'Stedile' e outros.

      Excluir
    5. Nem precisa permissão, parceiro. Mas vai conhecer os acampamentos do MST tu mesmo. Qualquer coletividade tem suas variações de caráter. Qualquer sala de aula tem seus honestos e seus pilantras, em escola pública ou particular, entre ricos ou pobres, pois caráter não tem classe social, nem gênero, nem religião. São quatro milhões de famílias cadastradas no MST. Em nenhum momento falei em "lisura" ou "perfeição". Dentro do quadro coletivo da humanidade, é um movimento respeitado em toda parte humanista da humanidade, a que tem como centro de importância o ser humano, e não a eficiência, o lucro ou o patrimônio, como nos demonstra à exaustão o modelo social em que vivemos. Não estou aqui "defendendo" nada, apenas expondo minha visão das coisas. Afinal, esse é um blogue feito pra isso. Não tenho verdades, mas baseio bem minhas opiniões. Não simpatizo com a direção do MST, mas o que conheço, de convívio e encontros por esse Brasil afora, em beiras de estrada, só me fala bem. Pessoas hospitaleiras, que olham nos olhos eu que, apesar de pobres, não possuem o olhar subalternizado da maioria pobre, convencida por uma mídia criminosa de uma falsa inferioridade, baseada mais no salário que no caráter, mais no patrimônio do que na sensibilidade.

      No fim de tudo, vendo bem o papel que a mídia privada tem exercido, há décadas, desde que foi criada, eu teria vergonha de concordar com qualquer coisa que venha dali. Não confio nem em receita de bolo.

      Excluir
  5. É tão fácil culpar alguém... mas o melhor caminho começa quando paramos de generalizar e questionamos gradativamente a nós mesmos por incentivarmos historicamente o mesmo erro que condenamos, para observarmos além precisamos tirar as traves de nossos olhos que limitam nossa visão!

    ResponderExcluir
  6. Eduardo marinho, meu nome é Wellington Anthony, sou de São bernardo do Campo, mas apos alguns anos sai da casa da minha família para viver e cuidar da minha família, hoje, como mitas outras noite tive insonia e estava na frente do PC,e procurei no You tube o sentido a vida, o primeiro vídeo era o seu , fique muito feliz em poder ver e espero que você esteja bem nessa jornada de paz de espirito e sabedoria, espero que esteja bem torço por voce, não pelo status e sim que voce consiga encontrar suas respostas para tudo, assim como eu procuro, sou da periferia a 25 anos e admiro muito suas palavras e suas atitudes ! felicidades espero de coração que voce esteja em paz , mande uma msg no whats 930034019 abraços

    ResponderExcluir
  7. Inacreditável e inesquecível!!
    Ótimo vídeo Eduardo Marinho

    ResponderExcluir
  8. Eduardo olha esse áudio sobre a morte do Getúlio https://www.youtube.com/watch?v=Fez-g8ft5FU

    ResponderExcluir
  9. obrigada. muito a ver com a minha experiencia. valeu

    ResponderExcluir
  10. Eduardo Marinho, só gostaria de saber uma coisa: quais são os seus três maiores questionamentos que você tirou do que você já viveu? Eu quero saber só os três, se você puder me responder. Muito Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Questionamentos que eu tiraria do que já vivi... acho que não entendi.

      Excluir
    2. Sim, quais são os três maiores questionamentos da sua vida?

      Excluir
  11. Ai Eduardo ja passei nesse região ai realmente muita linda infelizmente aconteceu isso ,mas cara quero te parabenizar por vc ser cara tão reflexivo e essas suas reflexões terem me ajudado tanto vc tar Parabéns, ai vi num comentários seu que vc ta vindo pro sul eu estou por itajai sc queria te conhecer cara eu sou ai de niteroi mano rua Maximiliano perto convento mas só vi seus videos depois que comecei a viajar mano mas um dia quero te conhecer pessoalmente .meu zap 047 92724404

    ResponderExcluir
  12. Ai Eduardo ja passei nesse região ai realmente muita linda infelizmente aconteceu isso ,mas cara quero te parabenizar por vc ser cara tão reflexivo e essas suas reflexões terem me ajudado tanto vc tar Parabéns, ai vi num comentários seu que vc ta vindo pro sul eu estou por itajai sc queria te conhecer cara eu sou ai de niteroi mano rua Maximiliano perto convento mas só vi seus videos depois que comecei a viajar mano mas um dia quero te conhecer pessoalmente .meu zap 047 92724404

    ResponderExcluir
  13. Eduardo. Qual sistema te agrada: Comunista, socialista ou capitalista?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve haver alguns outros, que ainda não foram percebidos...

      Excluir
    2. Que seria o seu? Uma mistura? Como tu definiria esse mix?

      Excluir
  14. Assinem: Abaixo Assinado para Obrigatoriedade de Serviços Comunitários para Prefeitos, Vereadores, Assessores, Deputados, Senadores e Parlamentares

    http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=NeoqJav

    ResponderExcluir
  15. Diadema pode mudar o Brasil!!!

    https://www.youtube.com/watch?v=7_RY37dtD5o

    ResponderExcluir
  16. Já pensei tanto em um sistema adequado para a humanidade,percebo os indios todos caçam e distribuem a comida igualmente para a tribo,não existe superioridade de ninguém e sim respeito pelo mais velho que com as experiencia da vida é o lider,todos se tratam como irmãos e trabalham em prol do coletivo assim conseguem viver em harmonia com a natureza e seu ambiente.Penso que se vivêssemos próximos disso com esses valores de se tratar igual,dividir sem interesses talvez um dia iriamos viver em uma sociedade com igualdade,sem fome ,sem problemas na saude e educação,por que o objetivo seria o crescimento de todos e não privilégios de poucos .Complicado eu sei,sempre vai ter um ser humano com interesses pessoais parece.

    ResponderExcluir
  17. Eduardo já passou por Porto Alegre? Continuo querendo te conhecer pessoalmente, força aí na tua jornada! Abraços! Virginia Casagrande/Canoas/RS

    ResponderExcluir
  18. Povo trabalhador da área da agricultura, principalmente do MST, se destaca na despropriação de terra devoluta na região entre Vila do Riacho,conhecido como Canal Caboclo Bernado! Concordo com povo MST, tem que existir reforma agraria só assim diminui a desigualdade social! Assim diz a Fibria a antiga Aracruz Celulose, que aquela área é de proteção ambiental. Só fachada se é área de proteção ambiental porque construiu estrada sobre as turfa e plantou eucalipto? A lei constituída em 1988 presente plano nacional área devoluta destinado a reforma agraria numero 33.365 instaurada 1941! Da mesma forma ela fez com os índios guarani, explorarão por vinte anos a terras permanente que não pertencia a antiga Aracruz!! Só perdi os menos favorecidos!! Fibria engana o povo com agricultura familia! Isso é uma vergonha nacional que pais é esse?

    ResponderExcluir

observar e absorver

Aqui procuramos causar reflexão.