segunda-feira, 25 de julho de 2016

O documentário

O documentário
Desde que Júnior me procurou na intenção desse filme, muita água passou debaixo da ponte. A viagem das cenas foi uma entre outras, durante o trabalho. Aliás, um trabalho muito mais do Júnior mesmo, que ficou picotando cenas e sons pelas madrugadas, fora dos seus expedientes de serviços. O trabalho externo, de captação das cenas, foi a parte fácil do trampo. As internas, o bordado, os cortes, as emendas, as combinações de som e imagem, imagino que devem ser muito mais cansativas, mentalmente.
Numa outra viagem de Kombi, neste período, estive em Santos, conversando no Monte Serrat, favela bela, organizada e solidária. Daí fui a Curitiba, três palestras em três dias, a primeira entre evangélicos diferentes, sem problemas em beber e fumar e viverem sem julgar ou discriminar, a segunda na casa Ocitocina, depois no OcupaMinc. Então fui a Floripa, uma palestra num evento vegano. A volta foi com problemas no motor, à noite, subindo serras, o que levou a vários contatos nos postos, com mecânicos, frentistas, muita conversa, cheguei a ler textos pra grupos interessados, cenas ótimas. Gostaria muito e insisti pra eles irem, mas não deu. A falta do tal financiamento pesou e tanto Júnior quanto Igor não puderam ir, tinham atividades programadas na manutenção da vida.
As possibilidades são precárias quando se está por conta própria. O que não impediu fazer o que está aí. O serviço de preparação das imagens e dos sons, incompreensível pra mim, tomou noites de Júnior. Ele até recebeu ofertas de participação, mas nada levado à prática, como é comum. Querer é mole, fazer já é bem mais raro.
Haveria mais viagens na fita, mais sotaques, mais interpelações e assuntos, mais conversas, mais oportunidades de coletar cenas que acontecem nessas movimentações, se houvesse grana aplicada no trampo. Mas sempre gostei mesmo é da capacidade de realizar assim mesmo, sem as condições ideais, com mais foco no conteúdo que na forma – que afinal, na minha opinião, é a parte mais importante. A peça está pronta e foi feita com o que tínhamos, com o que foi possível.
Acho que tem um ótimo meiquinhofe estocado com os caras (), cabe cobrar deles colocar isso aí no ar, tem muita coisa. Foram muitas as cenas gravadas e fotografadas durante as movimentações. O que foi publicado é pouco perto do que tem. Sei que esquentei a batata e agora jogo no colo do Júnior SQL. Mas é o trampo dele, vale pra ele principalmente. O Igor vai no reboque, mas na responsa.

Todo proveito merece a nossa gratidão, é o reconhecimento de que a gente precisa. O proveito levado à prática é direito e responsabilidade de cada um, na permanente mutação de que todos participamos, reconhecendo ou não, sabendo ou não, atentos ou distraídos. Escolhendo como fomos programados, em geral, raramente por conta própria, raramente vendo o mundo com os próprios olhos. Houve sempre quem retirasse as lentes impostas e visse com os próprios olhos, raríssimos. Creio que na atualidade há um processo crescente de retirada dessas lentes, de questionamento dos valores e comportamentos, dos poderes sociais, no modelo de vida que vivemos. Em forma embrionária, formam-se núcleos e coletivos em todas as partes, pouco a pouco, um processo permanente de mutação, tempo de gerações muitas. Não se pode esperar viver num mundo justo e solidário, seria ingênuo e perigoso, muitas “desistências” se dão a partir daí. Mas (e aí só posso falar por mim) se eu não viver no sentido de um mundo como o que desejo, não aplicar minhas energias nessa direção, não vejo muito sentido na minha vida. E a maneira que encontrei, ou escolhi, é refletindo e causando reflexão, sentindo e provocando sentimentos, questionando valores e padrões, relações e comportamentos, como parte de um processo estendido a todas as áreas das sociedades, a todo o planeta, ao universo. Mas aqui, de forma humilde, à minha volta, onde posso tocar e conviver, o primeiro plano em primeiro em lugar, ainda que não se esqueça os planos ao infinito, levados em conta como objetivos finais em todas as relações em torno, as que nos tocam. 


127 comentários:

  1. Eduardo vi o doc. Me emocionei em algumas partes me reconheci em outras vi teu primeiro vídeo aos vinte e pokos anos de idade...espero um dia lhe receber aqui por fortaleza abraço irmão.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, Eduardo Marinho, Junior SQL e todos que estiveram participando direta e indiretamente nesse documentário!

    É gratificante saber que não estou "só" nessa...!

    Como sempre digo: nosso maior poder é a capacidade de influenciar e nossa maior fraqueza é de sermos influenciados! Dessa forma, por mais que o pensamento e a racionalização do obvio não esteja presente nas mentes da maioria, independente de classe, cor, religião etc., é no trabalho de formiguinha (como esse) que trarão grandes resultados, pelo seu efeito disseminador e simples com o qual é feito.

    Mais uma vez, PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  3. Assisti ao documentário e a outros vídeos seus no youtube. Você é o tipo de pessoa que está muito a frente do seu tempo e que consegue parar e observar o que a "manada" segue sem questionar. Admiro sua coragem em viver de acordo com o que acredita. Muitos (e me coloco nesse grupo) entendem, admiram e concordam com a sua visão de mundo, mas não tem coragem de colocá-la em prática (infelizmente também me coloco nesse grupo).
    Queria ter a sua coragem amigo e ser senhor da minha própria vida. Parabéns pelo seu trabalho e, principalmente, parabéns por ser a pessoa que você é, no sentido estrito da palavra.

    ResponderExcluir
  4. Gratidão por poder conhecer um pouco mais sobre essa pessoa que transforma e ajuda a transformar.
    Grande abraço Eduardo Marinho !

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Eduardo, parabéns, ficou demais! Continue na tua trajetória e que muito ainda tens a contribuir com a humanidade. Boa sorte.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns aos envolvidos e a sua mente, Eduardo, foi um privilégio assistir e é sempre um privilégio absorver suas ideias. Luz!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Agradeço a oportunidade de ver esse documentário, conhecer sua história e saber que não estamos sozinhos nessa caminhada. Apesar de você dizer que não faltou coragem, acredito que é sim necessário muita força para desconstruir uma imagem de mundo que nos é passada desde que nascemos. Parabéns Eduardo, Junior SQL e os demais envolvidos neste bela obra, que nos inspira. Forte abraço. Pedro Condé

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só se for a força do medo de chegar ao fim da vida sem ter vivido, vivendo como é imposto. E de me arrepender tarde demais. Coragem não é o contrário de medo, mas sim agir com o coração, com o sentimento acima da razão.

      Excluir
  9. Excelente documentário! Você comenta em certo trecho que esteve aqui em minha cidade, Juazeiro do Norte-CE, para ministrar palestra, imagine que privilégio tivemos! Onde eu estava que não o vi? Gosto muito das suas ideias! Precisamos de mentes como a sua para que possamos repensar nossas existências condicionadas ao que tão violentamente nos é imposto! Abraço fraterno e muita paz!

    ResponderExcluir
  10. Esse documentário é um belo trabalho na medida que proporciona as pessoas conhecerem uma pessoa de mente tão brilhante que é o Eduardo Marinho. Que sirva para acordarmos da inércia que vivemos.

    ResponderExcluir
  11. Sensacional Eduardo, espero um dia te conhecer parceiro!

    ResponderExcluir
  12. Cara, sou seu fã. Seus vídeos me fazem franzir a testa.seu trabalho abriu meus olhos para coisas que eu ainda nao tinha percebido como realmente sao. Obrigado, irmão! Quando vem pra Goiânia? Preciso de obras suas na minha casa. Abraço

    ResponderExcluir
  13. Parabéns ao Eduardo e o SQL, ficou muito foda!!

    ResponderExcluir
  14. Parabéns mano Eduardo e Sequela... ficou ótimo
    Parceiro só não esquece do meu pedido!
    Fica na Paz....

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. agente ainda vai trocar uma idéia meu parceiro! ........................

    ResponderExcluir
  17. Parabéns pelo documentário, ficou iradooo, tive o prazer de conhecer melhor a vida desse cara que foi o divisor de águas em minha vida. Minha gratidão ao produtor desse documentário, Junior SQL, e ao protagonista dessa bela história, Eduardo Marinho.

    ResponderExcluir
  18. É preciso reconhecer que somos condicionados antes de estar preparado para aceitar que tudo é controlado por forças invisíveis que oscilam por nossas vontades confrontando nossos propósitos em tempo instantâneo para não sabermos quem somos ou o motivo pleno de estarmos aqui que resultaria em não fazermos o que intuitivamente acreditamos que deve ser feito
    https://www.youtube.com/watch?v=CDPLgcMbgbo

    ResponderExcluir
  19. Simplesmente magnifico Parabéns pelo documentário

    ResponderExcluir
  20. Olá Eduardo.
    Meu nome é gabriel, sou de Itaboraí RJ. Sou evangelico,carrego essa ideologia de simplicidade voluntária, me identifico muito com tudo o que vc diz, lhe parabenizo pelo excelente trabalho reflexivo e que tem muita essência vinda no verdadeiro cristianismo que vem da simplicidade, não esse que é visto na TV e nos megatemplos.
    Respeito sua opinião sobre espiritualidade, mais vc já procurou estudar sobre a pessoa de Jesus Cristo? Pura simplicidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. "Qualquer pessoa que entrou para a PM perdeu o amigo."
    Eduardo, sou grande admirador seu.
    Devo dizer também que sou ou estou PM há mais de 12 anos e me orgulho de ouvir colegas e amigos meus me dizerem que não mudei nada.
    A sociedade mudou bastante nas últimas décadas e treinamentos em cursos de formação para PM seguiram essas mudanças. Não são mais aceitas certas lavagens cerebrais como citou no documentário.
    Sabemos que muitos colegas meus de farda denigrem o nome da Polícia Militar, mas isso não é regra.
    Um grande abraço de um grande admirador e divulgador seu.

    ResponderExcluir
  23. Espirito de equipe em Diadema estimula uma democracia menos artificial

    https://www.youtube.com/watch?v=CDPLgcMbgbo

    ResponderExcluir
  24. Excelente forma de se expressar, por volta dos 50 minutos passa uma limousine ao fundo da imagem, que ajuda ainda essa reflexão sobre a desigualdade social e principalmente a diferença de ideais nas pessoas.

    ResponderExcluir
  25. Boa tarde....me identifico com seu pensamento...quero ver um trabalho seu de perto. ..moro no recreio. ..queria saber quais os dias q está no L.dos Guimarães? ???!!! Obrigado pela sua atenção

    ResponderExcluir
  26. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  27. Olá Eduardo! Me sinto grata quando vejo os seus vídeos e as suas reflexões. Que haja sempre Luz em seus caminhos e no seu trabalho. Abraço!

    ResponderExcluir
  28. Eduardo Marinho, obrigado por existir !

    ResponderExcluir
  29. Eduardo Marinho, obrigado por existir !

    ResponderExcluir
  30. Eduardo, concordo com tudo q vc falou! menos a parte q vc fala sobre religião!Sou apenas um cristão q acredita q há um livro q foi escrito há muitos anos atrás q é totalmente inspirado por Deus e nesse livro nós nos desligamos do criador em Gêneses 3. A maneira em q Deus agi com cada indivíduo é um mistério! Espero q um dia Deus permita q vc tenha uma consciência semelhante sobre ele assim como vc tem a respeito da sacanagem q somos submetidos. Deus abençoe a sua vida!

    ResponderExcluir
  31. Asisti seu documentário,estou em pleno goso filosófico,suas idéias são revolucionárias,transformadoras e instigantes,voce conseguiu me tirar do conforto,de uma recuperação pós operatória,para o desconforto do pensamento,sim pois pensar e um convite ao desconforto, e eu adoro o desconforto,sei que minha recuperação vai ser melhor pois minha intuição me diz que encontrei,um desconforto em suas palavras e isso é bom,produz saber.um abraço e obrigado por desconstruir,pois só assim desconstruídos e que se consegue perceber o belo.

    ResponderExcluir
  32. Asisti seu documentário,estou em pleno goso filosófico,suas idéias são revolucionárias,transformadoras e instigantes,voce conseguiu me tirar do conforto,de uma recuperação pós operatória,para o desconforto do pensamento,sim pois pensar e um convite ao desconforto, e eu adoro o desconforto,sei que minha recuperação vai ser melhor pois minha intuição me diz que encontrei,um desconforto em suas palavras e isso é bom,produz saber.um abraço e obrigado por desconstruir,pois só assim desconstruídos e que se consegue perceber o belo.

    ResponderExcluir
  33. Parabéns pelo documentário, e parabéns Eduardo Marinho pela pessoa que você é, fiquei admrirada com a sua história e feliz por poder conhece-la e mudar um pouco de meus conceitos. O mundo precisa de mais pessoas como você!

    ResponderExcluir
  34. Estou em processo de mudança e a cada dia que passa me aproximo cada vez mais do meu eu verdadeiro.
    Sou sua fã...

    ResponderExcluir
  35. Estou muito feliz pelo documentário, é um presente pra todos que assistimos. É incrível a simplicidade da matéria e a essência pessoal dentro de você, Eduardo Marinho. Me transmitiu esperança no desenvolvimento de consciência de cada ser humano, pois é como o Mito da Caverna, quando saímos e descobrimos um mundo novo, já não enxergamos da mesma forma que era dentro da Caverna.
    "Atuar!
    Botar na prática,
    você só confere sua reflexão na prática
    A prática que vai confirmar a teoria."
    Só agradeço por almas simples como a sua! Parabéns pela vida, pela escolha, pela transformação e agora pela transmissão de vivência, através de você, muitas vidas viverão! E não, sobreviveram. Obrigada!

    ResponderExcluir
  36. Baah cara, Parabens!!

    Dificil encontrar alguem assim, que sabe que vive para fazer o que gosta E CONSEGUE!!
    Acho que és um belo exemplo, principalmente quanto as noções de humildade, perseverança, soliedariedade e reflexão sobre questões realmente relevantes para a sociedade!
    Toda essa lógica de racionalização de valores mas sem nunca perder a espiritualidade que é um dos nossos (seres humanos ou não) maiores combustíveis!

    Sem permitir que me extenda muito, minha intensão é agradecer por partilhar teus conhecimentos empíricos, te desafiar a voltar na reflexão sobre a ciencia, pq a maneira como ela é exposta muitas vezes não representa sua verdadeira natureza e sim interesses de uma minoria (por exemplo formar mão de obra e nada alem disso), te sugiro se possivel for, que assista esse documentário (acredito que, se tens acesso a internet e interesse cosiguirás com facilidade) https://www.youtube.com/watch?v=Rikc7foqvRI - nesse link tem apenas o trailer do doc (2:15s) de uma maneira resumida: os fisicos de todo o planeta terra se juntaram em prol da soluçao de um misterio, para isso eles absorveram a consciência de que era necessário físicos TEORICOS e FISICOS praticos para a construção uma maquina gigantesca que resolverá esse mistério.
    A conclusao é inclonclusiva, naturalmente (podem ou nao existir multiversos, mas é mais possivel que existam..) mas os meios que eles usaram é o que realmente importa no doc.
    [a particula HIGGS como foi batizada, seria o elo que mantem os componentes atomicos unidos, o que permite a construção de moléculas, elementos e dai em diante..- as mesmas cifras usadas para descrever o universo externo se aplicam nesse universo interno]
    Enfim mas nao finalmente, pensei nessa frase ontem apos assistir parte da tua historia e me vi obrigado a colocar aqui:

    aTUA cultura,
    culTUA.

    Aceite toda a minha positividade! =]

    ResponderExcluir
  37. Lúcido Cidadão do Mundo

    Claro portador da luz, despertado ser, esclarecido.
    Humano comum que nega o poder do dinheiro.
    Questionando a violência, observando a injusta opressão.

    Propaga o enfrentamento à submissão,
    Desconstruindo o significado dos direitos.
    Desafiando a lógica da conquista e da disputa.

    Cria uma grande família com empatia e emoção
    Favorecendo a simples afeições ao depravado racional,
    Absorvendo a força da intuição e do sentimento.

    Faz sua única caminhada por um mundo impossível
    Propagando a mensagem de desafios à dificuldade
    Em busca de uma resposta a satisfação de existência.

    Respeita aprendizados com responsabilidade e consciência,
    E com humildade abstém-se dos contrários privilégios na sociedade.
    Abandonou a insípida ostentação da riqueza pela cor e sabor da vida.

    Sua frequência denuncia a falsidade da estrutura social,
    Desmerecendo a vil democracia cênica convencional.
    Desmascara prontamente a consentida política privatizada cotidiana.

    Enaltece a beleza da pobreza, de um povo que com as mãos move tudo.
    Anunciando a união para preencher as mentes egoístas do mundo.

    Guttierre Paschoa

    (poema para Eduardo Marinho - o filósofo das ruas)

    ResponderExcluir
  38. Documentário muito bom. Desenvolvimento pessoal que muitos nos dias de hoje precisam e nem mesmo percebem. Vivendo numa época onde pessoas acham que bons desenvolvedores de ideia são sujeitos querendo dar sermão, são poucos os que se dão ao trabalho de passar o conhecimento que é necessário sem querer se beneficiar as custas do aprendiz. Através do documentário pessoas passarão a perceber que não importa idade e nem mesmo grau de ensino, enquanto respiramos ainda temos a aprender e isso nos torna um aprendiz eterno ciente de que não é possível conhecer tudo mas com um pouco de estudo e força de vontade da para notar que não precisa de muito para aprender o necessário. Porque melhor que um professor formado em universidade diplomado que se preocupa mais em ganhar do que ensinar é um professor formado na trajetória da vida com intenção de passar o que aprendeu sem fazer questão de ter algo em troca. O digno de reconhecimento é aquele que esta disposto a fazer o bem sem olhar a quem, tu merece. Meus parabéns.

    ResponderExcluir
  39. Parabéns Eduardo, você é um grande Ser! Adorei o documentário, acho que a reflexão e a transformação das impressões que recebemos a todo instante, define o que nós somos como "seres humanos". Acredito que você seja uma "alma inquieta", pois é um eterno buscador. Se me permite, gostaria de fazer uma pergunta: você saiu de casa com uma mochila nas costas e buscando resposta pra uma das perguntas mais geniais que conheço, "o que estou fazendo nesse mundo? Porque estou aqui? Qual o sentido disso tudo?", com base na bagagem que você adquiriu até hoje, podes me dizer se você conseguiu achar uma resposta satisfatória?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tô participando de um processo de mutação universal. Como tudo e todo mundo, todos os mundos.

      Excluir
  40. O principal aprendizado é o atraves das experiencias,momentos vividos..Eduardo voce é um ser muito rico de vida...grande documentario...todos devemos procurar esse enriquecimento interno

    ResponderExcluir
  41. Excelente, maravilhoso e muito reflexivo.
    Difícil hoje em dia encontrar pessoas que nos façam pensar tanto e rever tantas coisas com poucas palavras...
    Parabéns e obrigada.

    ResponderExcluir
  42. Quando vem pra Goiás???? Goiânia tá firme na missão, vem fortalecer, precisamos da sua energia!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente passo pelo cerrado em novembro, indo pra Chapada Diamantina, na Bahia. A ver.

      Excluir
  43. realmente Goiás,anseia por sua presença,sua voz está ecoando.venha nós fazer uma visita,gostaria de entrar em contato com você.

    ResponderExcluir
  44. Tu tem que fazer camisetas com as frases. Não sei se já tem, mas não achei. Eu gostaria muito de comprar e tenho certeza que muita gente tbm compraria. Caso já venda, me passa o link. Recebi esses dias o documentário via email do MC Marechal e to achando do caralho teu trampo. Parabéns e obrigado pelas reflexões.

    ResponderExcluir
  45. Boa noite ao blog. Eduardo, aonde estará esse fim de semana? To querendo ver uma palestra sua ou conversar com você. Moro em Vila Velha, no Espírito Santo, quando quiser venha aqui, para conversar e tomar uma cerveja, tem várias pessoas que adorariam conversar com você. Quando vir, me liga (27) 99814-5040.

    ResponderExcluir
  46. Parabéns pelo documentário. Ter este registro é um presente para seus fãs.

    ResponderExcluir
  47. Sensacional! Obrigada, Eduardo. Uma verdadeira aula!

    ResponderExcluir
  48. Acabei de assistir o documentario, são tantos sentimentos e despertares! A minha vontade é sair de casa agora e pegar a estrada, ver sua arte Eduardo sem tempo e sem pressa e conversar conversa conversar, hahaha, enfim é nessas horas que agradeço de alguma forma essa tecnologia que nos da possibilidades antes nao concebidas...pois sinto que de alguma forma acabei de sair do papo de bar mais louco e ao mesmo tempo revelador hahaha o que se leva da vida é a vida que se leva... abraços sinceros pra voce, muito amor na sua caminhada

    ResponderExcluir
  49. EDUARDO EU PRECISO QUE ASSISTA COWSPIRACY, acreditei quando disse que luta contra a arrogância e o sentimento de superioridade por isso escrevo esse comentário na esperança que leia e assista. obrigada por existir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não disse que luto, muito menos contra. Trabalho a favor, isso sim, na direção de um mundo menos injusto, mais igualitário, menos perverso e mais solidário.

      Excluir
  50. obrigao por você existir, quero me encontrar com você um dia.

    ResponderExcluir
  51. Documentário enriquecedor! Vi há 2 dias e não paro de refletir sobre suas palavras, sobre seu modo de vida, sobre seus valores. Não o conhecia e me sinto privilegiada por ter assistido, obrigada pela oportunidade de vê-lo e ouvi-lo. Muita energia positiva e muita saúde pra você! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  52. Documentário enriquecedor! Vi há 2 dias e não paro de refletir sobre suas palavras, sobre seu modo de vida, sobre seus valores. Não o conhecia e me sinto privilegiada por ter assistido, obrigada pela oportunidade de vê-lo e ouvi-lo. Muita energia positiva e muita saúde pra você! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  53. Este documentário reflete eximiamente os fundamentos que constituem a sociedade moderna , os meios e os fins para os quais os seres humanos são impelidos pelo poder despótico sob a alcunha de estado político . Além de salientar como esta forma de organização econômica é intrínseca a existencia social , delineando possibilidades para as pessoas alcançarem sua liberdade.

    ResponderExcluir
  54. Este documentário reflete eximiamente os fundamentos que constituem a sociedade moderna , os meios e os fins para os quais os seres humanos são impelidos pelo poder despótico sob a alcunha de estado político . Além de salientar como esta forma de organização econômica é intrínseca a existencia social , delineando possibilidades para as pessoas alcançarem sua liberdade.

    ResponderExcluir
  55. Revir mt meus conceitos depois de conhecer tua história, tua garra, sabedoria e a cada dia tô me tornando uma pessoa melhor pra mim mesma e pro meu próximo. Grata!

    ResponderExcluir
  56. #chocada #cuidadocomfalsosfilosofos #muitopreocupada #operigodainternet
    Eu estou chocada com a ideologia q alguns jovens tem seguido atualmente, principalmente o meu filho. Ele me mostrou esse vídeo com ensinamentos a serem seguidos e ainda considera esse cara um ídolo, pois prega conceitos de salvação dessa sociedade competitiva e como ser feliz fazendo o q gosta. O cara é muito inteligente e tem um discurso extremamente envolvente, mas observe q ele segue o conceito de uma vida tão sofrida quanto das pessoas q optaram por estudar, trabalhar e ter responsabilidade, ele era um cara de classe média, e no fundo não cresceu na dificuldade, entretanto ele passa para as pessoas q para a vida ter sentido precisamos morar na rua e nos desapegarmos das coisas, q devemos sentir vergonha de sermos bons no que fazemos, e q estudar mais q os outros q não tiveram oportunidade é um boicote ao sistema, entre outras coisas. Como assim??? O cara resolveu fugir das responsabilidades e botou a culpa na sociedade. Ele é orgulhoso e não quis viver os valores familiares. O cara foi morar na rua com a filha para que ambos sofressem todo tipo de violência. Ele bebe e fuma, e não tem família, pois é difícil uma mulher viver com uma pessoa q não pode oferecer um mínimo de infraestrutura, ou seja, ele vive o momento, ele não tem coragem pra lutar e vencer, pois isso dá muito trabalho. Esse cara é um egoísta, mimado, q fica se fazendo de vítima, além covarde, pois no fundo fica esperando q alguma coisa tire sua vida. A velhice chega para todos e dentro dos meus valores, eu não quero ser rica, não quero me matar de trabalhar, não quero deixar de curtir meus filhos, mas tbm não quero ficar velha, sozinha e na rua por não ter pensado no futuro e achar q só devemos fazer o q gostamos. Outras pessoas dependem de nós, podemos ser produtivos e seres pensantes ao mesmo tempo, não precisamos optar por sermos mendigos e termos uma falsa liberdade. Tenho certeza q ídolo pra mim é essa menina da CDD q ganhou a medalha de ouro, q era pobre, mas a família lutou e perseverou com ela, e tbm mostrou q estudar e lutar não é uma competição desleal. Além da minha mãe, uma guerreira, q um dia já catou papelão e latinha pra vender para nos sustentar. E eu resolvi estudar e me formar, pois assim poderia cuidar dos meus pais q não tiveram a mesma oportunidade, mas lutaram para q eu tivesse um futuro melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concerteza voce não enxerga muitas mentiras que vivemos e a causa que leva a miseria,fome no mundo,problemas ambientais e humanitários,muito do consumismo e valores falsos que levam aos problemas da sociedade...rever conceitos e o que se diz no documentario é com certeza um bom começo

      Excluir
    2. Respeito sua opinião dona, mas as pessoas são livres pra escolherem seus caminhos, pra qualquer lado que for...com consciência ou não. Não sei nada sobre você e seu filho, mas talvez o seu medo seja perder seu filho para o mundo, talvez não. Tente mostrar a sua versão dos fatos, mas no final das contas as ideias de mundo serão formadas por ele... e acredito que deve ser assim.

      Excluir
    3. Até porque esses conceitos que você citou são muito relativos, varia de mentalidade e mentalidades. Por exemplo LIBERDADE, alguns acreditam que libertador é ganha um salário garantido no final do mês, outros não concordam. E assim anda a humanidade

      Excluir
    4. A sra. dona Monica, aqui anônima, (cliquei p ver de quem era o perfil) infelizmente repete um ser humano que julga sem o menor cuidado e respeito e comete muitos erros num texto só. creio que não terá o privilégio de conhecer Eduardo pessoalmente, e seria mesmo um desperdício do tempo dele. Pra quem deseja a verdade, posso contar como amiga e testemunha que Eduardo TRABALHA incessantemente. Do momento que acorda ao momento que deita com a cabeça cheia de desafios voltados para o crescimento de todos, mortais. Lê, escreve, pensa e produz sua arte na oficina, com concentração e alma. Escuta, escuta mesmo, a todos e isso é raro! e abre a mente para possibilidades de um mundo justo, ciente da árdua tarefa e realidade. Eduardo também recebe a todos com afeto e honestidade interior.Tem em si a extrema responsabilidade para com os sentimentos que desperta. Não suporta idolatria. É RESERVADO, RESPEITOSO E TRANSPARENTE. Gosta mesmo é de gente.. Que olha no olho, e de apertar a mão suada das pessoas invisíveis. E ele foi sim, se despir da sociedade em que nasceu para dar e receber afeto nas ruas. Tendo amor por sua família. Adquirindo um conceito que vai além dos muros de irmandade. Tem aversão a excessos. É LEVE. E ainda bem! porque goste a sra. ou não, a mensagem dele está correndo o mundo, na direção da Luz e para despertar mais seres lindos feito ele. E, Eduardo deu base de integridade a seus filhos e netos. E se sustenta. E não vai acabar VELHO e sozinho. Terá sempre com quem brindar no descanso e o sono dos JUSTOS. E só dormirá nas ruas, se quiser e quando quiser, por uma linda lua, por uma boa companhia.

      Excluir
    5. Espero um dia conhecer o Eduardo,com certeza é uma pessoa que ao conversar te passa transparência e lucidez sobre a sociedade que vivemos e a atualidade,precisamos de mais pessoas assim no mundo,com certeza os videos e o blog ajudam a espalhar essas boas ideias

      Excluir
  57. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  58. Não precisamos nos matar de trabalhar para acumular bens que jamais levaremos conosco para nossa morada derradeira: " Não ajuntem riquezas aqui na terra, onde a traça e a ferrugem corroem, e os ladrões assaltam e roubam. Ajuntem riquezas no céu, onde nem a traça nem a ferrugem corroem, e onde os ladrões não assaltam nem roubam." (Mt 6, 19-20). Então, teremos mais tempo livre para nos dedicarmos a partilhar nosso ser com outros necessitados.

    Podermos, quem sabe, visitar os órfãos, os velhos abandonados nos asilos, ouvir-lhes as histórias e darmos a risada que perdemos na busca do dinheiro, da fama, do sucesso.

    Não teremos que contratar seguranças, que colocar nossas jóias em cofres seguros, seremos mais livres para apreciar a beleza de um por-do-sol, para ouvirmos o canto dos pássaros.

    Tentemos simplificar nossa vida, resistamos ao desejo de acumular, paremos de produzir tanto lixo, voltemos para o nosso Centro e despertemos de nosso sono. Nosso valor não está no "TER", mas no "SER". Ser mais humanos, mais solidários, mais irmãos. Seres pacificados, primeiro conosco mesmos, depois com nossos vizinhos, irmãos, com toda a terra, com o universo.

    Você não precisará se preocupar mais com a estética de seu corpo, com as roupas que "precisa" comprar para ficar mais bonito (a), não precisará ser escravo (a) da aprovação dos outros para ser feliz. Você será feliz, porque SERÁ MAIS. SERÁ ALGUÉM QUE SABE AMAR, RESPEITAR, VALORIZAR O OUTRO. E descobrirá que poderá viver e ser feliz com menos. Diz a matemática que aprendemos na escola "menos com menos, dá mais". Então, você será MAIS, pois o seu valor não está nas coisas que possui, nas habilidades e talentos que você tem e desenvolve apenas com o fim do retorno financeiro, com o brilho pessoal que isso pode te trazer. Pois os "dons e talentos que recebemos, não foram para nós, mas para o bem-comum, para a comunidade". Tudo recebemos de Deus e a Ele devolvemos, quando partilhamos com nossos irmãos.

    Sejamos solidários! Sejamos criativos. Podemos reaproveitar, reciclar muito mais do que imaginamos. Ao vida é muito curta para nos dedicarmos ao proposito de ganhar dinheiro apenas para se moldar ou sobressair perante os valores estabelecidos pela sociedade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que essa é uma das soluções para termos um mundo mais humano

      Mias importante que o crescimento economico que tanto falam

      Excluir
  59. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  60. "Os ninguéns: os filhos de ninguém, os donos de nada.
    Os ninguéns: os nenhuns, correndo soltos, morrendo a vida, fodidos e mal pagos:
    Que não são, embora sejam.
    Que não falam idiomas, falam dialetos.
    Que não praticam religiões, praticam superstições.
    Que não fazem arte, fazem artesanato.
    Que não são seres humanos, são recursos humanos.
    Que não tem cultura, têm folclore.
    Que não têm cara, têm braços.
    Que não têm nome, têm número.
    Que não aparecem na história universal, aparecem nas páginas policiais da imprensa local.
    Os ninguéns, que custam menos do que a bala que os mata."

    Eduardo Galeano in O Livro Dos Abraços

    ResponderExcluir
  61. https://www.youtube.com/watch?v=f0VDIZGvv3E

    ResponderExcluir
  62. Maravilha. Espalho por onde posso. Passo a passo, o mundo muda. Abraço!

    ResponderExcluir
  63. Parabéns parabéns Eduardo realmente é UM SER ILUMINADO!

    ResponderExcluir
  64. Eu fico impressionada com riqueza que Eduardo tem como ser Humano! Ele é de uma grandiosidade absurda! Como o mundo poderia ter vários Eduardo! Já virei fã desde a primeira vez que li tudo sobre ele!!! Esse sim é um GRANDE HOMEM!

    ResponderExcluir
  65. Eu fico impressionada com riqueza que Eduardo tem como ser Humano! Ele é de uma grandiosidade absurda! Como o mundo poderia ter vários Eduardo! Já virei fã desde a primeira vez que li tudo sobre ele!!! Esse sim é um GRANDE HOMEM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tira essa lente da frente pra ver a realidade, Syomara.

      Excluir
  66. Parabéns parabéns Eduardo realmente é UM SER ILUMINADO!

    ResponderExcluir
  67. Eduardo, me chamo Fabrício, vi o seu documentário por acaso, procurando no YouTube por outra coisa, resolvi ver, logo no início já me chamou a atenção e não parei até concluir, vejo que tem uma forma de pensar única e consciente, racional, e que me identifiquei! Até pq eu e meu irmão já viajamos bastante esse Brasil, não em tudo mas o suficiente pra ver as desigualdades que tanto nos deixam tristes e inconformados. Enfim, já no primeiro contato com seu documentário já curti seu trabalho e te parabenizo por sua humanização racional se é disso que se trata não sei, mas encontrei palavras que não saberia expressar em suas falácias, muito bom!! parabéns!!!!😉

    ResponderExcluir
  68. propagando amor e reflexões, cada um no seu limite, vamo tonar o mundo um lugar melhor, menos doente... Grande inspiração Eduardo, fique você sabendo que somos vários, graças a você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos vários há muitos séculos, sempre exceções às regras. Não começou comigo, nem com ninguém, e não vai acabar, ao contrário, a "contaminação" é inevitável, o destino é a caminhada, permanentemente.

      Excluir
  69. Rapaz, suas palavras, contestações, observações ... estão alcançando cada vez mais gente. É incrível a força que tem.
    Lembro do primeiro videozinho - Eduardo Marinho.mp4, postaram no Orkut, na comunidade do "Na natureza Selvagem". Estavam apontando as similaridades entre você e o Alexander Supertramp. Já tem tempin isso, 2009.

    Maneiraço que o Junior SQL tenha feito o Doc. contigo. Pela qualidade que ficou, já é possível notar que o mlk tem talento p coisa. Eu o conheço de vista, era daqui da área.

    Cara, ainda está expondo em Sta Teresa nos FDS?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre que tô no Rio, xará. Amanhã vou pra lá.

      Excluir
  70. Apenas uma observação: Este "Unknown" e "Syomara Freire", são desinformadores ignóbeis infiltrados. Geralmente estes tipos de baixa vibração jogam com o ego alheio inflando-o; também, (se oportuno) ridicularizam aquele que, desprogramado lança-se a desprogramar aos interessados ao seu redor.

    As informações contidas nas suas falas são imprescindíveis para a Expansão da Consciência... Tais palestras tem tomado volume e alcançado muitas Mentes ávidas por Justiça e Verdade. E isso, decerto começa a incomodar os grandes enganadores que manipulam o destino da humanidade. Logo... Seus agentes (traidores da espécie e sem escrúpulos) começam a atuar.

    ResponderExcluir
  71. Vc tem certeza que vc tá dizendo isso comigo?

    ResponderExcluir
  72. Há tantos despertos (especificamente no mundo virtual) que já decodificam 'modos de desinformação'. É fato.
    Então, caso não queira ser confundida como um "traidor da espécie e sem escrúpulos..." É importante rever posturas; à começar por não botar em "Pedestais" nenhum nome humano. Já que estamos, todos (mesmo que em nível diferente de compreensão), em trajetória para o auto-entendimento para a apropriação de si mesmo.

    Obs: Como é a sua fisionomia?

    ResponderExcluir
  73. "A VIDA SÓ VALE A PENA SER VIVIDA, NA MEDIDA EM QUE É REFLETIDA". ARISTÓTELES
    E NADA MELHOR QUE REFLETIR A VIDA, VIVENDO! PARABÉNS, CARA!MESMO QUE NÃO NOS CONHEÇAMOS PESSOALMENTE, IREI LEMBRAR DAS SUAS EXPERIENCIAS DE VIDA... MUITO BOM O DOCUMENTÁRIO...

    ResponderExcluir
  74. Como disse certo filósofo: Um bom homem é melhor que um bom autor. Pois o bom autor escreve um bom livro mas o bom homem vive uma vida digna de ser escrita um livro. Parabéns, Eduardo Marinho! Força na caminhada!

    ResponderExcluir
  75. Preciso só que você construa uma linguagem direcionada para os Militares de Alma que tenha base raciocinada e proponha uma reengenharia existencial para a sociedade humana. Já estou trabalhando diretamente junto a Militares do Estado do Espirito Santo, e por telefone e facebook a Militares de todo o Brasil. estou plantando um novo pensar Militar, que vai gerar uma nova cultura Militar com o passar do tempo, e quando os Militares acordarem para o real objetivo de estarmos neste planeta, vamos mobilizar a humanidade em 2 a 4 gerações, mas precisamos atuar agora, é por isso que precisamos de seus áudios contínuos para tocar a alma do Militar gradativamente.

    ResponderExcluir
  76. Estamos prestes a ver a maior revolução deste planeta, pois surgirão em todos os continentes, consciências amadurecidas que levarão às consciências embrionárias, que aqui estão, sobre a face deste planeta, a compreensão de que não estamos em uma arena de competições e, sim, em um gigantesco laboratório para o desenvolvimento das nossas próprias consciências.

    Essas consciências demonstrarão, por meio do raciocínio lógico, calcado na ciência e embasado no amor, que o comércio é fruto da imaturidade das consciências humanas, e que não estamos aqui para sermos escravos do trabalho braçal e, sim, para absorvermos conhecimentos e vivenciá-los, pois, o conhecimento é nosso único e verdadeiro patrimônio.

    Quando livrarmos as consciências humanas das grades da ignorância, não teremos que indicar, e nem mesmo impor, trabalho a ninguém, pois cada consciência terá a maturidade, para exercer a sua função, sem qualquer tipo de cobrança, pois o conhecimento adquirido levará, cada uma dessas consciências, a ter a responsabilidade com o que faz e, automaticamente, com a coletividade que a cerca.

    Quando nossas consciências estiverem mais amadurecidas, perceberemos que emprego e dinheiro são ferramentas para regulamentar as relações de consciências primitivas, e que a comercialização e a troca de serviços e produtos só nos faz perder tempo perante os nossos reais objetivos existenciais.

    Assim sendo, em breve, essas consciências mais amadurecidas farão deste planeta uma só e eficaz empresa, em que os seus colaboradores exercerão funções mediante o grau de compreensão e envolvimento com todo o sistema planetário.

    Dentro de um sistema planetário eficaz, o conhecimento é uma necessidade individual de cada consciência, nele inserido, assim sendo, não existe apadrinhamento e, consequentemente, se o indivíduo não estiver pronto para tal função ou para a utilização de determinado produto ou serviço, não terá a condição, para exercê-lo ou utilizá-lo, sem a devida habilitação.

    É por isso que a maior consciência que aqui esteve afirmou, "E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" e outras fizeram, com outras palavras, a mesma afirmação, portanto, os conhecimentos trazidos por estas consciências amadurecidas, que hão de surgir no nosso meio social, nos levarão a fazer uma complexa reengenharia da vida, sobre a face deste planeta, e, com isso, surgirá um eficaz sistema de convívio social planetário.

    ResponderExcluir
  77. De tempos em tempos surgem homens capazes de projetar e impulsionar o progresso não só da humanidade, mas de toda estrutura planetária. Ramey Bodart

    ResponderExcluir
  78. Se aproxima o tempo em que a humanidade irá amadurecer para o trabalho com todos, por todos e para todos, pois os reais líderes que surgirem sobre a face deste planeta, não nos dividirão e nem nos alienarão, pois estes irão nos mostrar o real objetivo de estarmos neste planeta escola, proporcionando assim o esclarecimento para uma real mudança em nosso próprio roteiro existencial!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim... Tais dissertações são a projeção (quiçá não tarde) da realidade futura.

      Excluir
  79. Parabéns Eduardo, admiro sua história e seu senso crítico a muito tempo deixado de lado pelo povo. Devagar e sempre, como tudo tem que ser, acho que suas ideias vão chegando aos ouvidos das pessoas certas. Força para continuar sua luta e mais força ainda para os que desejam viver a vida como querem viver, assim como você. Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  80. "Eu levo a vida muito a sério. O que eu não levo a sério são as outras coisas. E por isso tem gente que acha que eu não levo a vida a sério".
    Pensei nisso depois de ver o filme, vale pra minha vida também. Abraço, Raphael.

    ResponderExcluir
  81. Você é simplesmente para mim o cara mais inteligente desse país. Quando eu me tornar humano, e quando crescer eu quero ser igual a você. Um dia quero te encontrar pessoalmente e te dar um abraço. Simples assim. André Luis Bastos

    ResponderExcluir
  82. Você é simplesmente para mim o cara mais inteligente desse país. Quando eu me tornar humano, e quando crescer eu quero ser igual a você. Um dia quero te encontrar pessoalmente e te dar um abraço. Simples assim. André Luis Bastos

    ResponderExcluir
  83. Cara não sei por onde começar, porque demorei tanto para te encontrar?
    Me mostrou e falou coisas que sentia mas não sabia expressar, hoje sei que definitivamente não estou sozinha e que tem jeito sim #FAZERACONTECER#
    Preciso te conhecer. Abraços Mestre.

    ResponderExcluir
  84. Eduardo, você é uma pessoa linda! Muito arrependida de não ter ido ver você falar na UFSC! Mas ainda não sabia quem você era. Escrevi um texto inspirada no seu documentário. Espero que goste! Um abraço, Babi.

    https://trendr.com.br/as-dificuldades-de-viver-num-mundo-competitivo-quando-voce-nao-e-uma-pessoa-competitiva-3735d274c81e#.nds1na1vu

    ResponderExcluir
  85. Acabei de assistir ao documentário. Já tinha visto dois vídeos, gostado muito, mas não havia me aprofundado sobre seu trabalho e seu objetivo de vida. Só tenho a dizer: Gratidão! Sou grata por ter a oportunidade de ter acesso a alguém como vc em um momento de extrema reflexão sobre minha vida, meus valores, minha existência e a contribuição que eu posso deixar para esse mundo estranho. Inesperadamente vc surgiu para agregar mais uma das tantas experiências pelas quais passei até aqui.
    Me daria um imenso prazer poder te conhecer pessoalmente e bater um papo contigo, jogar conversa fora, sentar na sarjeta e tomar uma... quem sabe um dia?! Paz e Bem... sigamos!

    ResponderExcluir
  86. que guerreiro, que bênção, lindinhu de alma, é isso aí, "REFLEXÃO" é o que nos leva para sabedoria, bravoooo, e posteriormente à reflexão, lógico que a prática que tornará seu momento e contexto de vida vivenciado uma baita realidade, positiva ou negativa, a vida "É".

    ResponderExcluir
  87. Bravooo! Realmente o Sistema é quadrado, ele vende sim a competição, e por tabela o medo. Então é Indústria do Medo comandando o mundo todo "por GRANA".
    Grande Eduardo Marinho, semeando a cada momento de sua vida, a consciência que ainda "dorme" dentro de cada ser humano.
    Parabéns pelo que vc se tornou!

    ResponderExcluir
  88. "...o treinamento militar, ele DESCONSTRÓI VOCÊ POR DENTRO..."

    Misericórdia Eduardo, que bênção que vc despertou para semear o amor incondicional para o mundo, que frase mais profunda essa, o povo precisa SENTIR essa frase no mais profundo de suas almas.
    Namastê

    ResponderExcluir
  89. "... o cara NÃO É instruído para produzir PAZ SOCIAL..."

    que tristeza isso.... tristeza profunda.... o mundo precisa de mais "Eduardo's Marinho's" para semear "o amar ao próximo como a ti mesmo".

    Fico muito indignada com todas religiões que vivem de "cuidarem do próximo", e sou testemunha que eles fazem sim o bem para o próximo, mas me pergunto "com que intenção as religiões fazem esse bem para o próximo?" Para ganhar o "céu?" - Deus não barganha com ninguém não, somos parte Dele, SOMOS TODOS UM com ELE. Os religiosos fazem o "bem para o próximo diuturnamente" depois, quando chega na hora de votarem, escolhem candidatos e partidos neoliberais.... hãnnn... pelamor.... A política ainda é muito arcaica e pobre de valores, pois realmente nela só existe AINDA o que Eduardo pontuou antes, que pontuarei com minhas palavras - quem não dançar conforme a música da "Indústria do Medo".... - Tenho meu ponto de vista, que na hora de votarmos, se tivermos a consciência de Eduardo, e um pouco do meu ponto de vista, teremos que escolher partidos e políticos que "lutem" para "igualdade, justiça social, inclusão social, sempre com direitos humanos". Acho que só com esse foco que a política e o mundo pode melhorar, e somar nossa contribuição com voto consciente; contar com pessoas conscientes como Eduardo que vive para semear a "igualdade", com a luta do MST e MTST; só assim teremos um mundo muito melhor.

    ResponderExcluir
  90. que dezzz, eu, depois de mais velha, sempre digo essa frase "sou muito mais feliz hoje do que ontem".

    É isso aí Eduardo, a vejo assim também, a vida é movimento, quando temos essa "percepção" do contexto geral, é bem isso mesmo, o mundo também está em movimento e por incrível que pareça, também "melhor hoje do que ontem", tudo é mutação, lapidação, transformação, "o tempo não para" né!

    ResponderExcluir
  91. Parabéns aos construtores desse ótimo e pertinente documentário.
    Namastê a todos <3

    ResponderExcluir
  92. Gosto muito das idéias dele, e assisti pela primeira vez por indicação de um amigo.

    Percebo nele e em outras pessoas que pensavam em justiça social, pelo menos as que eu conheço, uma biografia que passa por um momento de convivência na elite desfrutando dos seus benefícios e em algum momento o rompimento.

    Acho isso bom, pq são pessoas que perceberam a injustiça que é ter muito mais do que precisa sabendo que para alguém vai faltar o básico e iniciaram uma trajetória incomum de abandonar o caminho certo para um sem garantias.

    Mas minha preocupação é em como auxiliar as crianças a também quebrarem o ciclo de alienação sem conhecer o "outro lado". Só falo isso pq sempre que vejo história de alguém como o Eduardo Marinho, caio neste mesmo ponto de motivação para a mudança
    "TER favores sociais VS NÃO ter favores sociais", partindo sempre da primeira condição.

    Minha intenção e contribuir com o posicionamento crítico também das crianças que não conheceram o outro lado mas só o da pobreza e mesmo assim possam tomar de assalto sua própria vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não são favores sociais, são direitos. Cumpra-se a constituição e não haverá necessidade de filantropia ou caridade. O Estado, sequestrado pelos poderes econômicos, é uma organização criminosa contra seu próprio povo.

      Excluir
  93. Boa noite a todxs!

    Sou Lucila de Noronha, Pedagoga, Especialista em Educação e, acima de tudo, uma autodidata, curiosa pesquisadora contínua, na questão do 'SER HUMANO'... Da 'HUMANIDADE'...

    Descobri, há alguns meses, um ser humano admirável, observando e "GARIMPANDO entre os cascalhos da HUMANIDADE",como tão sensivelmente ouvi de Eduardo Marinho, encontrei essa PÉROLA PRECIOSA, JOIA RARA, QUE TODOS ESTÃO TENDO O PRIVILÉGIO E A ALEGRIA DE CONHECER E BEBER DA SUA FONTE...

    Sou Professora convidada da Disciplina Escola e Sociedade da Pós Graduação em Psicopedagogia da UNIFACEX - NATAL/RN.
    Quero pedir licença e autorização à você, Eduardo Marinho, para Sábado, dia 17/12/2016, compartilhar com meus alunos um dos seus exemplares filmes. Certamente muito irá fortalecer nossas reflexões. Gosto e aprecio as suas ideias, que são além de um raciocínio autêntico, sobre os sentimentos humanos, elas são iluminadas pela maior de todas as virtude: a sensitividade/sensibilidade que flui do fundo do coração...

    Vivencio o conhecimento junto aos meus alunos, através de metodologias ativas, interativas e integrativas: problematização, criatividade, ludicidade, contemplação e sensitividade, em que a reflexão se faz necessária e sempre presente, unindo o SENTIR E O PENSAR EM SINERGISMO, para possibilitar uma maior consciência sobre as nossas práticas e práxis do cotidiano...

    Muito grata por VOCÊ existir e contribuir para que seja MENOS DIFÍCIL AMAR!
    Será preciso HUMANESCER... PARA HUMANO SER!!!

    Um forte abraço. Continue sendo LUZ PARA A HUMANIDADE... TE DESEJO PAZ!!!...
    ResponderExcluir

    ResponderExcluir
  94. Estou absolutamente contaminado, parabens EM pois nessa a cada dia geram se novas mentes. Levo a cada dia concepsões de genero com migo, expandindo_as em pequenas artérias do meu pais Moçambique que te desafio a conhece lo. Força observarabsorver

    ResponderExcluir

observar e absorver

Aqui procuramos causar reflexão.