quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Em cima do muro?

Tem quem diga que estou em cima do muro porque não voto. Visão superficial de quem só vê os dois lados. Eu me sinto no centro de um círculo e posso caminhar na direção que minha consciência decidir. Não me vejo em cima de muro porque não vejo só dois lados pra pular. Que pulem os que pensam assim, escolham seus lados. Na minha visão, é pura indução midiática, cultural, comportamental, da natureza de uma sociedade competitiva, superficial e estrategicamente enraizada no inconsciente coletivo, adaptadas às mentalidades antagônicas, criadas pra dar a ilusão de que se muda alguma coisa desse jeito. Os banqueiros, em suas fortalezas, dão risada.
Não é só não votar, é não ter patrão nem empregado, é detestar ostentação de luxos e consumos "de elite", é não desejar mais do que se precisa, é ter vergonha de privilégios da riqueza, é respeitar o modo de ser dos outros, é olhar com igualdade mesmo pras diferenças. É querer pouco e reconhecer a própria pequeneza diante do todo e grandeza diante de si mesmo. É gostar do respeito alheio, mas não abrir mão do próprio. É ouvir a própria consciência acima da própria conveniência. Essas são algumas posições que aplico em minha vida. Sem querer posar de exemplo ou dar conselho a ninguém. Não é o que acho certo, é só o MEU certo.
Cada um com sua própria consciência. E sem cobranças.


Nota - Texto escrito em agosto de 2018, perdido nos arquivos do computador roubado em Santa Maria, RS.

6 comentários:

  1. Seus pensamentos me iniciaram em uma grande jornada sem fim em busca de perguntas. Te agradeço por isso e te indico o canal da Débora G Barbosa no YouTube. Sei que vc vai gostar bastante. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. As pessoas chegam ao ponto de dizerem que o cara não tem direito de reclamar depois caso vote em nulo, reclamar da sociedade do governo só porque não votou. Sendo que a própria constituição me dá o direito e a liberdade de não ser obrigado a votar em ninguém que não preste. E geralmente no segundo turno os dois nao prestam. E outra, pago meus impostos se duvidar até do ar que respiro, compro um pacote de arroz, feijao já estou pagando imposto, já estou dando minha contribuição ao reino, ao rei...

    ResponderExcluir
  3. Seus escritos sao reflexoes valiosissimas para quem esta na jornada de reforma intima e autoconhecimento. Muito obrigada pela sua disposicao em compartilhar.

    ResponderExcluir
  4. Gostaria muito de poder conversar com o amigo sobre as "mentalidades antagônicas"... um grande abraço.

    ResponderExcluir

observar e absorver

Aqui procuramos causar reflexão.